Festa em honra do Imaculado Coração de Maria

A povoação de Vale das Onegas, da freguesia de Alcaravela celebrou no dia 28 de Julho com fé e júbilo a festa anual em honra do Imaculado Coração de Maria padroeira da sua capela, edificada há 64 anos para casa comum de oração diária, mediante a “reza”, do Terço como lá se diz, conforme o pedido feito por Nossa Senhora em Fátima.

A Fé cristã bem arreigada na alma e na tradição das famílias vem de longa data e fez surgir a ideia da construção da sua capela sob o impulso e dinamismo do Senhor Padre Augusto Dias Lopes e com a colaboração de todas as famílias, dos amigos e benfeitores.

O mesmo sentido de fé, de oração e de vida cristã das famílias desabrochou em vocações de consagração e foi assim que ali tiveram o seu berço oito sacerdotes.

– Padre Manuel Marujo

– Padre António Marujo

– Padre António Dias Lopes

– Padre Francisco Pereira Serras

– Padre Augusto Dias Lopes

– Padre João Rodrigues Vermelho

– Padre Augusto Lobato

– Padre Francisco Vermelho

Este facto fez germinar a ideia de assinalar com um documento histórico para o presente e para a posteridade (expresso num painel de azulejos aplicados na parede exterior da Capela com a figura dos oito sacerdotes a circundar a bela e expressiva imagem do Imaculado Coração de Maria).

Após a missa festiva, presidida pelo nosso Bispo, Dom Antonino e concelebrada pelo Senhor Dom Augusto César, o Arcipreste de Abrantes, o Pároco Francisco Valente, o Padre João Avelino e o Padre Francisco Vermelho seguiu-se a procissão e no final foi descerrado e benzido o painel.

Trata-se de um documento histórico e artístico que celebra a memória dos sacerdotes nascidos no Vale das Onegas e constitui uma homenagem á fé cristã das famílias deste bom povo.

Seguidamente o Padre Francisco Vermelho saudou os presentes e agradeceu a presença dos Senhores Bispos, das Autoridades Municipais e Locais e das famílias dos sacerdotes.

A terminar o Senhor Dom Antonino fez a ligação desta memória evocativa dos sacerdotes ao Ano Missionário que estamos a viver por sugestão do Papa Francisco e da Conferência Episcopal apelando ao compromisso missionário de todos; pois pelo batismo todos somos enviados como Cristo em missão.

O convívio que se seguiu, foi oportunidade de alegre confraternização e partilha da festa e da vida.

Partilhar:
Comments are closed.