15-10-2019

A Comunidade cristã de Abrantes e da Diocese, atenta aos acontecimentos que se referem às nomeações do Clero para este ano pastoral, vai sabendo que o Rev.do Cónego José da Graça recorreu hierarquicamente. De facto, fazendo uso dos seus direitos, não concordando com a decisão por mim assumida, decisão assumida após várias diligências e ponderação e a teor dos cânones 381§1, 190§2 e 1748 do Código de Direito Canónico, o Rev.do Cónego José da Graça achou por bem que devia recorrer da decisão.

Em primeiro lugar, fê-lo para mim próprio, para que eu revogasse o Decreto de 6 de agosto de 2019, Decreto esse que o transferia de serviço na Igreja diocesana. Depois, porque tal petição não foi atendida e o referido Decreto foi confirmado em 28 de agosto, instruiu recurso hierárquico para a Congregação do Clero, em Roma. Sabemos que a resposta a estes recursos normalmente é bastante demorada. Por isso, e porque as comunidades cristãs não devem permanecer nesta situação de indefinição, entendi, também depois de ouvir e ponderar  e de harmonia com o Código de Direito Canónico, cân. 1747 § 3, dever prover as Paróquias de São Vicente e de São João, do Concelho e Arciprestado de Abrantes, com a nomeação de um Administrador Paroquial “sede plena”.

O Administrador Paroquial “sede plena” tem todas as funções, deveres e direitos de Pároco. Exerce o seu ministério como responsável e representante legal, civil e eclesial, das referidas Paróquias, em todas as suas dimensões e setores de atividade e a partir da data da publicação do Decreto que o nomeia.

Nestas circunstâncias, e enquanto se aguarda a resposta ao recurso instruído para a Congregação do Clero, o Rev.do Cónego José da Graça não perde o título de Pároco nem o Bispo pode nomear outro, mas deixa de ter qualquer responsabilidade nas paróquias em causa.

O Rev.do Padre António Martins Castanheira, embora nomeado em 29 de julho de 2019 para suceder, como Pároco, ao Rev.do Cónego José da Graça, foi nomeado Administrador Paroquial das Comunidades cristãs das Paróquias de São João e de São Vicente de Abrantes, enquanto se aguarda a resposta ao recurso hierárquico. Será apresentado às referidas Comunidades pelo Vigário Geral da Diocese, na igreja de S. Vicente, na Eucaristia, às 18 horas do dia 20 de outubro de 2019, Domingo, não havendo, nesse dia, outras Eucaristias na igreja matriz de São João e na igreja matriz de São Vicente.

Peço a todos os cristãos e pessoas de boa vontade que o recebam como nosso enviado e pastor. O Decreto que nomeia o Padre António Martins Castanheira como Administrador Paroquial terá efeitos a partir de hoje, 15 de outubro de 2019, data da sua publicação.

Desde hoje, terça-feira, dia 15 de outubro, até Domingo, dia 20, o serviço pastoral das Paróquias de São João e de São Vicente de Abrantes será coordenado pelo Arcipreste desta Zona Pastoral, o Rev.do P. Adelino Dias Cardoso, Pároco do Rossio ao Sul do Tejo.

Antonino Dias, Bispo Diocesano

Partilhar:
Comments are closed.